GETUR
São Bernardo do Campo
Uma cidade de encantos e recantos

Descubra o turismo em São Bernardo do Campo!


A Cidade A cidade tem hoje mais de 800 mil habitantes e extensão territorial de 408 km2 e desfruta de uma posição privilegiada.

Está localizada a 22 km do centro de São Paulo, a 50 Km do Porto de Santos, a 45 Km do Aeroporto Internacional e a 18 km do Aeroporto de Congonhas. Cruzam seu território as rodovias Anchieta, Imigrantes, Índio Tibiriça e o Trecho Sul do Rodoanel.



A Cidade No coração do maior parque industrial da América Latina, representado pelo Grande ABC, a cidade de São Bernardo do Campo tem PIB superior a alguns estados do país, fazendo do turismo de negócios a primeira atividade turística imediatamente associada com a cidade. Conhecida como a capital do automóvel, da indústria e do novo sindicalismo, a cidade é o berço político do ex-Presidente Lula. Mas São Bernardo tem muito mais a ser descoberto!

Vale a pena conhecer a São Bernardo do Campo histórica. Fundada em 1553, a região estava na rota dos tropeiros no período colonial. São símbolos dessa época a Casa de Pedra e a Calçada do Lorena, localizados na Estrada Velha de Santos. Ambos são ícones do patrimônio histórico e, por isso, são tombados em âmbito estadual e municipal.

A cidade possui diversos equipamentos turísticos de lazer, esportes, cultura, gastronomia e compras: Cidade da Criança (primeiro parque temático do Brasil); Cidade da TV; Estádio 1º de Maio; Parque da Juventude Città di Marostica (que abriga diferentes modalidades de esportes radicais, como skate, patins, bike, rapel e escalada); Pavilhão Vera Cruz; Chácara Silvestre, Pinacoteca, entre outros. São famosas também as suas Rotas do Frango com Polenta, Rota do Peixe e a Rota dos Móveis (Rua Jurubatuba).

O município possui um dos maiores espelhos d'água do país: a Represa Billings (maior reservatório artificial da América Latina), que é adequado para esportes e passeios náuticos. Nela está o Parque Estoril, que une a beleza da flora e da fauna da Mata Atlântica com as águas da represa e possui diversos atrativos como teleférico, pedalinhos e zoológico. Na outra margem da Represa o destaque fica por conta da Prainha do Riacho Grande, recentemente revitalizada e que conta com pedalinhos, passeios náuticos, banana-boat e wet-bike, além de restaurantes e quiosques para alimentação.

Com larga extensão de área da Serra do Mar, São Bernardo do Campo também é o lugar ideal para a realização do ecoturismo, por meio de trilhas, caminhadas, contemplação e esportes radicais.

História, negócios, lazer e belezas naturais: Descubra São Bernardo do Campo!


Bandeira Oficial do Município

 
Em 23 de outubro de 1952, o Prefeito do Município de São Bernardo do Campo, Sr. Lauro Gomes, promulgou a Lei Municipal nº 180 que revigorou a Lei Municipal nº 251, de 20 de dezembro de 1926 do então Município de São Bernardo, promulgada pelo Prefeito Saladino Cardoso Franco, que fixava o brasão que assim se descreve:
Artigo 1º - Fica adotado como brasão da nossa Cidade e Município, o desenho junto em que se resume o passado histórico de São Bernardo do Campo desde a tradicional Vila de Santo André da Borda do Campo da era de 1553 até os dias de hoje, com sua significação heráldica, projeto esse de autoria do abalizado historiógrafo Dr. Afonso D’Escragnolle Taunay. Parágrafo único: Esse escudo obedece a seguinte descrição: “Escudo redondo português, cortado e encimado pela coroa mural distintiva das Municipalidades. O primeiro quartel de ouro traz uma cruz de Santo André, de sinople (verde), tendo no encontro, sobreposto, a cruz patriarcal de São Bernardo; partido de prata, com o leão dos Ramalhos de goles (vermelho). O segundo quartel é de goles, com um lanço de muralhas flanqueado de dois baluartes, com bombardas, tudo de prata e encimado por um braço armado empunhando uma adaga de prata.

 



Como tenentes de escudo, à dextra, um bandeirante de carnação, armado de escopeta; à sinistra um índio de carnação, armado de arco. No listão, e em letras de sinople, sobre campo de ouro, de acordo com o primeiro quartel, a divisa: “PAULISTARUM TERRA MATER”, encobrindo parte da roda dentada ao natural, simbólica da grande indústria moderna do Município. Por sobre as ameias, do baluarte central da coroa mural, o timbre do brasão de Martin Afonso de Souza, o elmo encimado pelo leão de púrpura sobre a porta central da coroa mural, um escudete de blau (azul) com uma flor de lírio de prata, simbólica de Nossa Senhora, orago de São Bernardo”.

Artigo2º - Para servir de sinete nos papéis da municipalidade, fica adotado o primeiro quartel do brasão: escudo de fundo de ouro com a cruz de São Bernardo sobreposta à cruz de Santo André encimado pela coroa mural e tendo embaixo o listão com a divisa “PAULISTARUM TERRA MATER”.
 
Brasão de Armas do Município
  


HINO OFICIAL DO MUNICÍPIO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO
 
Música: João Silvério da Silva (João Gomes)
Letra : Wallace Cockrane Simonsen
 
Salve São Bernardo
Pedaço do meu Brasil,
Retomas o teu velho posto
Impávido e varonil.
Salve São Bernardo
do Campo e do nosso lar,
Que vê o raiar da aurora
Dos Contrafortes da Serra do Mar
Ó povo de São Bernardo
Salve a tua liberdade
A nossa bela Vila
Volta outra vez a ser Cidade
  Alerta ó gente nossa
Tua canção vem entoar,
Cantando a grande vitória
Que nossa terra acaba de alcançar
Custou mais veio
A justa reparação,
Nosso trabalho
Não foi em vão
Custou mas veio
A justa reparação
Por isso é que no peito
Bate mais forte o nosso coração.


De onde surgiu o nome de São Bernardo do Campo?

O município de São Bernardo do Campo nasceu na Borda do Campo, mesma região onde existiu a histórica Villa de Santo André da Borda do Campo (1550 – 1560).
Sendo a região local de passagem para aqueles que do Planalto se dirigiam ao Porto de Santos, em especial as “tropas” carregando mercadorias e que aqui faziam pouso, começa a se desenvolver na fazenda dos Monges Beneditinos, ao redor de uma capela por eles construída em 1717, um povoado, as margens dos Ribeirão dos Meninos, região do atual Bairro Rudge Ramos (no local onde hoje está instalado o Carrefour Vergueiro).
Pelos primitivos e novos caminhos, pelas velhas fazendas, registram-se a presença do português desbravador, do índio e do negro escravo.Tendo-se formado e crescido em terras particulares dos Beneditinos, o povoado não pode ser oficializado, sendo por isso transferido para outro trecho do velho Caminho do Mar, onde está hoje a Igreja Matriz (Largo da Matriz, na rua Marechal Deodoro); esta transferência do povoado ocorreu em princípios do século XIX. Ali, em 1812, de subúrbio da Capital o povoado foi elevado à categoria de Freguesia.

Em 1877 é instalado, nas terras desapropriadas da fazenda dos Beneditinos, o Núcleo Colonial de São Bernardo, que vai dar nova vida a Villa. Constituiu-se 15 linhas coloniais que posteriormente originaram os atuais bairros de São Bernardo do Campo.
A presença do imigrante, majoritariamente italiano, e predominante nesse fim de século XIX e início do século XX, contribuindo para ampliar a miscigenação. O cultivo da terra e intensificado. Planta-se, colhe-se, fabrica-se, produz-se... Os campos vão sendo devastados, as matas derrubadas, as estradas alargadas, ruas corrigidas e calçadas, as vilas edificadas e casas construídas. Ao final do século, por lei provincial de 12 de março de 1889, a Freguesia foi elevada a Município, cuja instalação ocorreu em maio de 1890. O Município compreendia, então, praticamente todo o território do atual ABC.
O nome – São Bernardo – deve-se a denominação da fazenda dos Monges Beneditinos, onde havia uma capela dedicada ao Santo, ao redor da qual surgiu o primitivo povoado de 1717.
Com a exploração da madeira, as serrarias aparecem, registrando a tendência industrial da “Villa”. Desenvolve-se a indústria moveleira ao lado da têxtil.
Na década de 20 deste século, com a construção da Represa Billings, alguns núcleos coloniais de imigrantes italianos formados no século XIX, são atingidos por suas águas.
Os caminhos se proliferam, não só como passagem, mas como expansão do processo de urbanização. Os bairros vão se formando e desdobrando em pequenas vilas e novos bairros.
O espaço do povoado se transforma na paisagem da Cidade.

Apesar do desenvolvimento da sede do Município (atual São Bernardo do Campo), o Bairro da Estação (Santo André), em razão da Estação de Ferro inaugurada em 1867, conhece um crescimento acelerado, com a implantação de várias indústrias. Assim, Santo André começa a se destacar econômica e politicamente, tornando-se, em 1938, a sede do Município.
O nome do município e mudado para Santo André e São Bernardo torna-se distrito.
Após muitas movimentações, em 1944 ocorre a emancipação político – administrativa de São Bernardo.
Principais
Vias de Acesso

- Via Anchieta (SP-150)
- Rodovia dos Imigrantes (SP-160)
- Anel Viário Metropolitano
- Corredor ABD
- Rodovia Índio Tibiriça (SP-31)
- Rodoanel Mario Covas Trecho Sul (SP-21)
Como
Chegar?
Serviços
de apoio ao turista
Visite a
Galeria
de Fotos
Notícias
da Cidade
Descubra
São Bernardo do Campo
Cadastre-se
e receba nossas novidades
 
  • Palm Leaf Hotels - Grand Premium
  • Outback Steakhouse
  • O Rei do Abadejo - Restaurante Praiano
  • Estação Leopoldina
  • Feira do Circuito das Malhas
  • CIAM
  • Estância Alto da Serra
  • Marmoraria Pedra Julia
  • Liverpool Bar
  • Pampas Palace Hotel
  • Marina AWM
  • Cidade das Crianças
  • ASSORTH - Associação de hotéis, restaurantes turismo e similares de São Bernardo do Campo
  • Ateliê Petrópolis
  • FAINAM
  • Palm Leaf Hotels - Residence
  • Pizzaria Pedaços de Lua
  • SH2S
  • Brasa Bar
  • Restaurante Gijo's
  • La Pasta Gialla
  • Buffet Cidade da Criança
  • Everlast Energy Drink
  • La Revolucion Bar
  • Sanduicheria Petrópolis
  • Happy House Turismo
  • Sabor e Saber
  • Spazio Dança
 
Atrativos

Gastronômicos

+
Atrativos

Históricos

+
Atrativos

Ecológicos

+
Atrativos

Culturais

+
Turismo

Industrial

+
Turismo Industrial
JÁ CURTIU SÃO BERNARDO DO CAMPO?
Apoio
GETUR
GETUR
Agência de Desenvolvimento Econômico do Grande ABC
Realização
GETUR
Versão em inglês
GETUR
Desenvolvimento
GETUR
2014 © Turismo de São Bernardo do Campo